Estoicismo. Opa! Tô Dentro! Sou Estoico.

Museu e estátua representando o estoicismo praticado na antiga Grécia.
Doutrina originada por Zenão de Cício cujos princípios são caracterizados pela ética e pela tranquilidade imperturbável.

O que é ser estoico em nossa atual realidade?

Estoicismo pode ser interpretado como um palavrão por alguns, ou, como uma doce solução para nossos problemas, como indivíduo ou cidadão do mundo. Podemos resumir este conceito milenar, praticado pelos gregos antigos como, simplesmente, ser fiel aos nossos próprios princípios, sem alimentar nosso ego, nosso pior inimigo. Isso é ser estoico.

Ser estoico é ser você mesmo.

Difícil né? Estamos acostumados a nos deixar envolver por idéias ou informações, com base em nossa própria educação e assimilar conceitos que passamos a acreditar como verdade. Já dizia um antigo filósofo : ” A verdade é a repetição”. Esta é a base da propaganda. Você já parou para pensar sobre isso?

Praticada por ricos e pobres, por pessoas poderosas ou batalhadoras na busca de uma boa vida.

Onde queremos chegar?

Na verdade, o tema Estoicismo é tão profundo, que poderíamos estuda-lo a vida toda e, ainda assim, teríamos muito a acrescentar. Você pode aprofundar seu conhecimento, consultando o blog O Estoico, por exemplo. É um bom começo, caso você se interesse pelo assunto.

Vamos ao que importa.

O estoicismo, na pratica, procura desde a antiguidade, colocar o homem como iguais. Sêneca já dizia: “Lembra-te, com simpatia, de que aquele a quem chamas de escravo veio da mesma origem, os mesmos céus lhe sorriem, e, em iguais termos, contigo respira, vive e morre.” Notem que esta defesa aos pobres e oprimidos pode e deve ser aplicada em nossos dias.

“iguais aos outros homens, porque todos os homens são igualmente produtos da natureza”

Cidadão do Mundo

Quando me perguntam se sou brasileiro, respondo prontamente que não! Educadamente, explico que além de corinthiano, sou um cidadão do mundo. Mesmo que não tenha nascido em Corinto, na Grécia. Me perdoem os nacionalistas e os patriotas, mas é uma questão de principio. Ser apolítico e livre pensador é um direito de todos.

A pratica do Estoicismo é positiva.

O estoicismo me ensinou, ao longo dos anos, um autocontrole desde a juventude que ajudou a libertar-me de alguns sentimentos negativos como raiva, inveja e principalmente o ciúme, que até hoje, interpreto como ausência de amor. Pois é, até que alguém me prove o contrário, quem ama não tem ciúmes. Nem um “poquinho”. Confiar é a solução.

Amor Fati – Ame tudo o que acontece

O importante é ser feliz.

Feliz é uma palavra mágica. Nas inúmeras alternativas da pratica estoica, as variáveis são muitas, dependendo do que você acredita. Nas palavras de Epicteto, “doente e ainda feliz, em perigo e ainda assim feliz, morrendo e ainda assim feliz, no exílio e feliz, na desgraça e feliz”. Esta é uma feliz ideia de como praticar o estoicismo. E Você. É Feliz?

Princípios Estoicos

Segundo o site O Estoico, existem 8 princípios que se ajustam ao Estoicismo. Seguem abaixo, que você poderá consultar no próprio site. https://www.estoico.com.br/

  • #1: Viva de acordo com a natureza – O objetivo estoico de vida
  • #2: Viva pela Virtude
  • #3: Concentre-se no que pode controlar, aceite o que não pode
  • #4: Separe as coisas como sendo boas, ruins e indiferentes
  • #5: Tome ação
  • #6: Pratique o Infortúnio – Pergunte-se “O que poderia dar errado?“
  • #7: Amor Fati – Ame tudo o que acontece
  • #8: Percepção é chave
Concentre-se no que pode controlar, aceite o que não pode

Conclusão

O Estoicismo promove o desenvolvimento do autocontrole e da convicção como um meio de superar emoções destrutivas. Tornar-se um pensador claro e imparcial permite compreender a razão universal. Um aspecto fundamental do estoicismo envolve a melhoria da ética do indivíduo e de seu bem-estar moral: “A virtude consiste em um desejo que está de acordo com a natureza”

Spread the love
  •  
  •  
  •